Comunicado

quarta-feira, 27 janeiro, 2010

Caros leitores,

Desde o dia 20 deste mês, estou vivendo em outro país, a Alemanha. Em função dos preparativos para esta mudança e outras providências, desde novembro do ano passado, infelizmente, muitos comentários neste blog ficaram sem resposta. Trabalho que faço voluntariamente, com a intenção de apoiar e ajudar iniciativas no terceiro setor. Peço desculpas por isso.

Como toda mudança pede adequação e dedicação de quem a realiza, solicito a compreensão de todos os meus leitores, parceiros e amigos, pois este blog ficará um tempo sem atualização.

A distribuição das Cartilhas permanecerá. Os contatos devem ser feitos pelo e-mail cartilhas.evelyneleandro@gmail.com. A Cartilha 04 deve estar disponível até o final de fevereiro.

O blog não está sendo encerrado. As atualizações devem ser regularizadas no próximo bimestre. Momento em que os comentários voltarão a ter as minhas respostas.

Aproveitarei a experiência na Alemanha,  país com muitas iniciativas sustentáveis, para trazer novidades e inovações no setor.

Também por causa da mudança, a prestação de serviços de assessoria ao terceiro setor, revisão e elaboração de projetos sociais está suspensa.

Agradeço antecipadamente,

Evelyne Leandro


Enquete – Quais dificuldades as ONGs menores enfrentam?

terça-feira, 29 setembro, 2009

A enquete é de múltipla escolha. Solicito que seja escolhido, pelo menos, as duas maiores dificuldades.

O resultado dessa enquete nos auxiliará no desenvolvimento de soluções para esse público alvo, por isso, sua resposta é muito importante.

Obrigada!


Marketing, que bicho é esse?

segunda-feira, 14 julho, 2008

Que o Terceiro Setor está crescendo isso não é mais novidade. Que as ONGs estão começando a se profissionalizar, isso também não é mais novidade. Já escrevi sobre isso. Novidade é a adoção do marketing na gestão dessas organizações. Por que novidade? Porque o mito acaba.

Uma vez ouvi de um gestor de ONG, numa proposta de um estudo de marketing para a instituição, que marketing é coisa de capitalista. Ok. Pode até ser. Mas…

Quantas ferramentas de Marketing uma ONG usa sem mesmo saber que é Marketing? Vamos à lista:

– Planejamento Estratégico;

– Telemarketing;

– Comunicação: boletins, sites, panfletos, mala-direta etc;

– Propaganda: através dos projetos de patrocínio e outros;

– Pesquisas: de mercado, de satisfação, de qualidade etc;

– Redes: puro marketing de relacionamento;

– Eventos: divulgação através da publicidade e propaganda;

– Comercialização de produtos: usando composto de marketing (4P’s – praça, preço, produto e promoção).

Se eu quiser, a lista não pára.

Observo o número de cursos sobre Marketing oferecidos no e ao Terceiro Setor. A bola da vez é o Marketing Social. O que é o Marketing Social senão a utilização de todas essas ferramentas e metodologias acima citadas voltadas para objetivos sociais? Além, é claro, de desenvolver ações sustentáveis e socialmente responsáveis através da oferta de produtos e serviços ao mercado para fortalecimento da imagem institucional. Sim, escrevi mercado.

Se a ONG tem um público-alvo (crianças, negros, mulheres, deficientes físicos, idosos, empresas, governo etc), ela tem um mercado a atingir. Para atingir esse mercado, faz uso de estratégias mercadológicas específicas. Então, por favor, assuma que aquela ação de comunicação que você faz na sua organização para a fidelização de doadores é uma ação de Marketing.

O Marketing também não deve ser encarado como um departamento à parte. O Marketing é uma forma de gestão, assim como a Responsabilidade Social não é um projeto isolado. Falou em estratégia, pensou em Marketing.

Alinhar os objetivos da ONG em torno dessa visão, facilitará aos gestores a tomada de decisões e a condução eficaz dos seus planejamentos.


Aviso

sexta-feira, 8 fevereiro, 2008

Às pessoas que possuem e-mail do Yahoo e estão aguardando respostas minhas informo que o servidor do Yahoo está devolvendo todos os e-mails que envio.

Algumas respostas estão disponíveis nos comentários feitos.

Solicito que me enviem e-mail’s alternativos que não sejam do Yahoo.

Obrigada!


Por que um blog e não um site?

segunda-feira, 14 janeiro, 2008

Porque com o blog posso interagir mais com os visitantes, acompanhando de perto as mudanças, aproveitando os feedbacks feitos nos comentários, como também oferecer um espaço para interação, consulta e discussão.

Posso escrever sobre o que desejar, responder dúvidas, realizar consultas, apresentar artigos interessantes e atuais, discutir problemas e soluções, apresentar ferramentas, entre outras coisas.

Tudo para atender quem vem aqui: você. Fazer com que você aproveite ao máximo o tempo que investiu aqui e para que possa perceber de forma ampla aquilo que posso produzir.

Seja bem vindo ao meu espaço público de troca de conhecimento e experiência. Fique à vontade para me conhecer e aproveitar o que ofereço.