Desenvolvimento Sustentável

Muito mais do que trabalhar o tripé da sustentabilidade, atendendo aos requisitos ambientais, sociais e econômicos, desenvolver produtos sustentáveis requer mudanças de paradigmas, desmistificação de termos e conceitos.

Nem toda empresa que quer adotar essa estratégia de mercado está pensando apenas em sua imagem, como nem todo mercado está apto a receber produtos desta origem. Desenvolvimento sustentável não está ligado à benemerência das empresas e de outras entidades sociais. Está ligada a sustentabilidade do negócio, em conseguir imaginá-lo lucrativo nos próximos dez ou vinte anos dentro dos parâmetros atuais de mercado e escassez de recursos.

Estar em equilíbrio com os três fatores (ambiental, social e econômico) é saber que este equilíbrio irá perdurar e trazer resultados positivos para as instituições que o adote, seja lucro, imagem diante dos consumidores, liquidez e solidez de mercado.

Se estamos pensando no tripé é claro que podemos falar de lucro, aí está o fator econômico. E porque não falar em um lucro sustentável, onde toda cadeia produtiva envolvida ganha? Qual o tabu em admitir que empresas que assumem o desenvolvimento sustentável como premissa estão pensando em ganho de lucratividade? Sim, estão.

Contudo, este lucro não é um ato solitário, mas um ato solidário, em que comunidades locais, entidades sociais, governo, meio ambiente e outros atores envolvidos na cadeia de valor recebem em troca, cada qual a seu modo, parte desta lucratividade. Seja no pagamento de impostos, no trato com reservas florestais, no consumo de produtos locais etc.

Além do que, toda produção e consumo geram impactos positivos e negativos. A chave do desenvolvimento sustentável é fazer com que os impactos positivos superem os negativos. Daí também está a necessidade de lucrar para reinvestir em soluções e tecnologias que permitam isso.

Rever conceitos, desenvolver novos paradigmas, criar novos mercados e soluções sustentáveis é o desafio para os próximos anos.

Anúncios

3 Responses to Desenvolvimento Sustentável

  1. José Queiroz disse:

    Olá Evelyne
    Quanto tempo.
    Deu um tempo com o blog?
    Há tempos não recebia seus posts.
    De qualquer forma, prazer em tê-la de volta.
    Continue iluminada e iluminando nossas reflexões.
    Abraços

    R: Agradeço a sua atenção. Realmente, foi necessário um tempinho…
    Espero poder dar continuidade.

  2. OLá, Evelyne. Em premeiro lugar, gostaria de parabenizá-la pela iniciativa do blog.

    Trabalho em uma ONG de São Paulo, que cuida de crianças e adolescentes em situação de risco, chamada Gotas de Flor com AMor. Atualmente, atende cerca de 640 pessoas por mês, direta e indiretamente.

    Estamos dedicando esforços para divulgar mais a instituição e formas de colaboração. Será que vc pode divulgar nossos eventos em seu blog?

    Fico no aguardo. Obrigada, Luciane Borges

    R: Mande-me um release sobre a instituição que farei a publicação no blog.

  3. Joseane Maria de Oliveira Aguiar disse:

    Oi! Evelyne, é um prazer está em contato com você, pois simpatizei com o blog logo de cara, são assuntos interessantes e importantes. Gostaria muito que você pudesse me ajudar, estou elaborando um projeto social e cultural numa comunidade carente, sendo que tem que ser com fins lucrativos, pois trata-se de uma comunidade muito pobre, apesar de ler suas dicas que são ótimas sempre fico insegura em que escrever. Por favor me ajude.

%d blogueiros gostam disto: