Mitos entre ONGs e Empresas

É interessante notar a quantidade de mitos e preconceitos que existem entre o setor privado e o setor social. Cada um tem uma caricatura desenhada do outro em suas mentes e culturas. O setor privado acha que o setor social é repleto de pessoas que andam de havaianas e bermuda, cheios de idealismos surreais e nenhum profissionalismo. O setor social enxerga os empresários e diretores de grandes empresas como “almofadinhas” engravatados que ficam atrás de suas mesas, dando ordens e pensando na próxima viagem que farão para a Europa.

Esses estereótipos podem até existir, mas nem por isso servem para generalização. Existem engravatados em ONG’s, assim como existem diretores de bermuda e havaianas nos escritórios.

Tanto o setor privado quanto o setor social tem sofrido mudanças significativas. As empresas começam a se preocupar com a sustentabilidade e as ONG’s começam a se preocupar com a sua sustentabilidade. Porém, uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Vejamos:

As empresas começam a se preocupar com a sustentabilidade da sociedade, com a responsabilidade social, com o desenvolvimento e financiamentos de projetos nessas áreas. Alguns podem agir por “modismo”, mas não é possível que todas as empresas ajam da mesma maneira. E, mesmo que ajam, a moda vai passar e só vão sobreviver aquelas realmente engajadas, porque a sociedade está mudando também.

As ONG’s, além de se preocuparem com o desenvolvimento sustentável, passam a se preocupar com a sua sobrevivência, com a sustentabilidade da sua estrutura. Dessa forma, começam, cada vez mais, a depender da visão social das empresas para financiamento dos seus projetos.

Todavia, algumas ONG’s não conseguem oferecer seus projetos para a apreciação de algumas empresas em função de uma resistência criada através desses estereótipos mal formulados. Então, muitas vezes, perdem ótimas oportunidades de parceria e SUSTENTABILIDADE. O mesmo acontece com empresas, que deixam de fechar parcerias para trabalhos sociais por não confiarem na capacidade de algumas ONG’s.

O mundo mudou, as necessidades são outras e a bandagem do preconceito deve cair. Eu não estou aqui para roubar seu dinheiro, as empresas não estão aqui só para enriquecerem os donos e você não está aqui para viver só de sonhos.

Os mitos, aos poucos, estão caindo. Ainda bem.

Anúncios

One Response to Mitos entre ONGs e Empresas

  1. ajuri dias disse:

    ASSOCIAÇÃO DESENVOLVIMENTO SOCIAL BENEDITO PRETO – ADSBP
    Rua Paissandu, Nº 948 – Centro – Edificio São Cristovão – Sala 01 – 1º Andar
    Teresina – PI – 64001-120 – Fone/Fax – 86 3221 6127 – Cel.: 86 8842 0231/ 86 9932 1798
    Sede Rua Alberto Dumud, 1115 – Curador – Floriano – Pi – 64800-00

    Presados Senhores,

    Associação Desenvolvimento Social Benedito Preto, é uma organização não-governamental, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, fundado em 12 de outubro 2007, que tem como finalidade estatutária, exercer atividades de modo proteger á maternidade, á mulher, á família, á infância e adolescência, promovendo segurança alimentar e nutricional, realizando desenvolvimento econômico e combate a pobreza.

    A entidade presta atendimento multidisciplinar a população dos municípios do Piauí especifico a cidade de Floriano e teresina, sempre com preocupação em desenvolver, projetos.programas, convênios, termos de parcerias, capacitação, qualificação, estudos científicos e técnicos, eventos, visando o exercício da cidadania, bem como articulação de diversos recurso existente na comunidade, para que Compartilhem ações no sentido de considerar a família como um todo, e não apenas seus segmentos, como um foco de atenção e de atuação, volta para o fortalecimento ao exercício da cidadania.

    Neste sentido, considerando que estamos no inicio e com pouca experiência vimos solicitar que nos forneçam material que venham a nos ajudar a fortalecer as ações de nossa associação. Gostaríamos também, de trocarmos experiências especificamente sobre as formas de viabilização recursos financeiros para projetos ou parceria para consultoria confeção de um planejamento estratégico ou plano de captação,desenvolvimento de projetos;

    Na esperança de construirmos um mundo melhor, mais fraterno, com as instituições funcionando em defesa da vida, da paz e da solidariedade, aguardamos resposta.

    Teresina(PI), 03 de abril de 2008.

    Ajuri Dias
    Presidente da ADSBP

    R: O material que tenho disponível sobre terceiro setor é o que está disponível no meu blog, através dos meus textos e links disponíveis.
    Assim como, um pouco da minha experiência sobre captação de recursos, gestão e projetos no Terceiro Setor.
    Sobre a parceria em consultoria e no desenvolvimento de outros trabalhos vai depender do que você quer como parceria. Como você visualiza essa parceria? Eu, enquanto profissional auxiliando a instituição ou desenvolvendo juntos esses trabalhos para outras instituições também? Há várias possíbilidades.

%d blogueiros gostam disto: