Não tente abraçar o mundo…

Já me deparei com algumas situações que me fizeram questionar porque querer fazer tanta coisa de uma só vez. As pessoas são tendenciosamente ansiosas. Quando se empolgam, visualizam oportunidades, querem colocar tudo aquilo que almejam de uma única vez num projeto.

A primeira coisa que faço é pedir para parar e respirar. É importante manter o foco. É importante conhecer a sua missão, ter em mente que nem tudo pode ser feito naquele momento, que, se for assim, alguma coisa vai ficar para trás, algo ficará mal feito. Sabemos que isso não é bom. Porque fazer algo diferente do que você ou sua organização faz?

Prioridade. Importância. Urgência. Seqüência lógica. Alguns fatores que ajudam a estabelecer as metas de uma instituição, ou da vida de alguém. É o segundo passo. Conhecer os conceitos dessas palavras e reconhecer onde os objetivos e projetos se encaixam. Muitas vezes, o que é urgente não é importante.

Mais uma vez: FOCO! Qual o foco principal? O que você quer? Dá para colocar isso numa lista? Categorize. Enumere. Descarte se for necessário. Dê tempo ao tempo. Dedique-se a uma coisa de cada vez. Há quantos anos o mundo existe mesmo?

Estabilize seus planos. Deixe a ansiedade de lado. Respire. Planeje. Montar um plano de ação é uma boa alternativa. Assim, você pode acompanhar seu progresso, estabelecer prazos para cumprimento das ações e monitorar se continua ou não no foco inicialmente estabelecido. As coisas irão acontecer, basta agir.

As oportunidades não vão deixar de aparecer por causa disso. Até porque, você as criará.

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: